Articles

Ih! Greja

In impressões on março 9, 2009 by @rustymind Marcado: , , ,

A família Nardone comemora nesta semana que se inicia o fim dos ecos mais ruidosos de sua aparição na faixa Crimes que chocam o Brasil. A nova trama é composta por ingredientes para lá de polêmicos e, permitam-me a licença poética, o José Bonifácio (mídia brasileira) está tão feliz por ter um novo prato a saborear que mal pode esperar que seus correspondentes façam a nova receita estourar feito bomba.

O caso da menina de 9 anos que foi estuprada, estava grávida e foi submetida a um aborto assistido de uma equipe de médicos traz consigo tantos panos pra manga que fica até difícil esquecer o que comentar. Eu escolho a Igreja Católica!

Poderíamos argumentar ferozmente embasados em razões embriológicas atreladas a questões filosóficas ou talvez encher-nos de bíblia para dizer que matar crianças filhas de outra violentada e inconsciente é um atitude extremamente errada ou que tomaram a atitude correta. Eu acho que nessas horas não adianta bancar o puritano e dono da verdade e apontar os caminhos a serem considerados como os únicos ; necessita-se ser democrático e justo até mesmo na liberdade que cada um tem em querer ou não posicionar-se e levar em consideração aquilo que se acha mais justo, sem exageros. É idiossincrasia, dogma e ciência mais uma vez conflitando a razão humana e sacudindo em um saco de sorteio sem prêmios, tendencioso e relativo.

A essa altura desse texto quero fazer uma viagem no tempo em 500 anos. Estamos em um mundo tenso já acostumado com a opressão religiosa no qual bruxos, cientistas, filósofos e mártires são queimados por duvidarem e sugerirem observações diferentes. Discordou? Queima. Sugeriu? Queima. Resistiu? Mata (queimado, por gentileza). A Fogueira Santa não poupou nem mesmo a cultura, o maior legado do homem –isso porque eu chamo a opressão ampla e irrestrita de carbonização- e século a século a corrente em torno do soberano poder da Igreja Católica sempre está em questão.

Voltando aos fatos recentes, a família da garota foi excomungada da Igreja, bem como os médicos que pertenciam a tal religião ativamente, segundo os mesmos, mas o estuprador não. Como não chamar isso de represália?

Com o apoio do Vaticano, o Arcebispo de Recife/Olinda José Cardoso Sobrinho fez cumprir o imaculado papel da opinião da igreja perante a todas as questões polêmicas modernas, sem muita discussão e abertura para um questionamento mais amplo e até respeitoso. A Igreja Católica, lamentavelmente, ainda porta-se como a detentora da verdade soberana no que cerne a idéia de Deus e dos mandamentos implícitos da boa conduta de seus dogmas. Não é curiosa a manifestação de tantas pessoas a tais posições visto que, partindo do ponto de vista de que a Igreja é apenas mais um instituição e, no meio de milhões de alternativas, apenas mais uma maneira de enxergar as coisas e de exercer a religiosidade e a fé. Talvez ela não tivesse mais nada com isso se as pessoas não a vissem como um estado a parte, um poder, mais forte que ‘os poderes’ , soberano, que controla todos os outros. Convém parar e repensar: como cada um de nós enxergamos a situação e enxergaríamos os fatos sem a intervenção dessa instituição com relevância indubitável na história da humanidade mas com atuação questionável na pós-modernidade, confrontando com nossos credos e maneiras de entender as forças que controlam a sociedade? Respira fundo e começa!

Eu sou contra a violência, estupro e quaisquer formas de abuso mas, nesse caso, confesso que não tenho as bases adequadas para tomar uma posição satisfatoriamente justa. Talvez um bom caminho fosse evitar um maior número de mortes mas o que ia acontecer 5 meses depois é difícil de prever (a Deus e o destino pertencem…). Sou firme em criticar apenas as posições de Donos da Visão Religiosa sejam eles ateus, fiéis fervorosos e céticos. Isso sim é difícil de engolir.

*postado originalmente no misturinha

Anúncios

3 Respostas to “Ih! Greja”

  1. Como eu disse antes no Plurk…Eu tô revoltada com tudo isso, depois que vi o caso do menino de 11 anos ai que virou o balde! É quem deveria ter sido excomungado era o pedófilo safado. Como pode?! Tudo isso culpa dessa sociedade hipócrita. É mas fazer o que? Essa é nossa dura e cruel realidade…Como disse o Datena: -Vou meter o pau no Papa! Fico imaginando…Quantas crianças ainda vão morrer ou engravidar, até que se tome uma atitude? Revoltada ao extremo e ponto! Beijo *quase fiz um novo post HuahUa*

  2. Ah! Esqueci de dizer que a igreja também é hipócrita. É padre pegando criancinha. Fela sério!!! Vou meter o pau no Papa! *de novo*

  3. Vou começar meu comentário com a menor das questões: não considero certo a família e os médicos terem sido excomungados por terem autorizado e executado o aborto. É por essa e por outras atitudes semelhantes que a Igreja Católica vem perdendo “mercado” de uns anos para cá: outras religiões têm uma atitude um pouco mais aberta com relação ao aborto em caso de estupro.

    Agora… quanto ao estupro propriamente dito e, no caso dessa menina de 9 anos, sua consequência imediata (a gravidez), é difícil de avaliar o que seria mais traumático: a menina ter sofrido o aborto e precisar carregar o peso de ter eliminado uma vida (sim, é possível que ela acabe pensando nisso) ou a menina ter a criança e odiá-la por ter sido concebida de forma tão violenta. Realmente é algo difícil de decidir. E, se pensarmos nas consequências de cada decisão (o aborto ou o “não-aborto”) veremos que, qualquer que fosse o caminho escolhido, a menina sairia perdendo algo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: