Articles

Retrospectiva 2007 , …

In sobre mim on dezembro 30, 2007 by @rustymind

Em plena reta final da 21º corrida que participo , acho que chegou a hora de colocar um pouco dela no papel e relembrar o quanto foi inesquecível e os verdadeiros motivos disso, os fatos.

O ano começou de uma maneira triste e emendada com o final de 2006. As minhas férias escolares foram muito difíceis pois a saúde do meu pai estava bastante comprometida e todos nós aqui em casa estávamos extremamente triste com a dura realidade que se constitui a hemodiálise.A dor de ver meu pai sofrendo , a minha mãe lutando de um lado só poderia ser superada com minha dedicação extrema e confiança em Deus que , por muitas vezes , nos fez bastante fortes , esquecendo os fatos e seguindo em frente para dar forças a quem mais precisava , certamente um milagre de resistência principalmente para mim que sou tão apegado a minha família e estive muito sensível esse tempo todo.

Não passar novamente no Vestibular foi outra coisa muito difícil mas juro que não fiquei pelos cantos triste como sempre.As minhas grandes alegrias foram a aprovação de Weruska e de Marcinho , amigos que tive que estar mais longe esse ano.A decisão de seguir em frente foi corroborada pelos meus verdadeiros companheiros quem nem sempre estiveram na mesma cidade ( Jackie , Vanessa , Harry , Renato ) mas fizeram-se presentes e, embora difícil , eu tentaria dar o melhor de mim e agir antes de tudo como um forte.Desisti de estudar no Contato e fui fazer matérias isoladas lá no Mais.

As minhas aulas começaram em Março e mal sabia eu que esse seria o início de grandes mudanças na minha vida.Peguei o barco já andando e corri um pouco pra alcançar os assuntos que já haviam sido mostrados mas logo comecei a me adaptar inclusive à solidão pois pela primeira vez estava sem os meus melhores amigos por perto.

A perda do meu pai é algo que nem dá pra descrever.Senti e ainda sinto uma grande dor por não poder fazer o que eu mais queria que era terminar aquela dor e fazer com que tudo voltasse ao normal , vendo minha família mais alegre. Contudo, busquei compreender que as razões do nosso grande mestre que não está lá em cima e sim em todo lugar , principalmente dentro de nós , são maiores que nossa limitada consciência.

A minha grande preocupação passou a ser minha mãe que sentiu-se tão só quanto eu e que realmente estaria tão bem acompanhada o quanto eu me fizesse presente.Lutamos juntos para resolver uma série de coisas que nunca fomos tão preparados como contas bancárias , administrar as finanças da casa , problemas com o meu hyper-problemático carro e tantas outras coisas que não seriam possíveis sem o grande apoio dos nosso amigos.As pessoas foram fundamentais em todos os momentos com a ajuda que poderia parecer mínima mas que para nós fez uma grande diferença pois compreender que ter ao nosso lado alguém em quem se pode confiar é sempre motivante .A companhia é a melhor ajuda nesses momentos , certamente.

Os meses seguintes foram uma luta contra os fatos . Fugi em muitos momentos da depressão e fui me dedicando mais aos estudos atividade, muito difícil , diga-se de passagem. A minha doutrina foi fundamental para meu equilíbrio e para o da minha mãe também.

A vida efetiva foi tumultuada e complicada. Se eu fosse compositor , criaria uma daquelas canções de dor de cotovelo em que a mulher maltrata , você sabe que o amor é impossível , relembra as noites de amor e que depois de muitos desenganos tudo dá em nada.Ouvi coisas demais , fiquei sabendo de outras mais complicadas ainda e já fiquei chateado o suficiente. Ainda bem que , por uma série de coisas , eu agi com uma relativa tranqüilidade e isso é algo , entre aspas , superado.

O São João (entenda-se um mês e meio de festas ) da minha cidade seguiu a mesma linha sempre e eu saí muito pouco.Nada teve muita graça pois os lugares que a gente costuma ir estava bem diferentes e , no fundo , chatos e sem graça para o que a gente gosta de fazer nas festas.O mês de junho foi bem corrido porque eu queria aproveitar um pouco sem deixar de estudar e também o cansaço que já começa a bater antes das férias de apenas uma semana em Julho , mês em que eu me inscrevi nas provas (fui uma complicação) e viajei para Campina Grande para fazer a prova de Cajazeiras.

No segundo semestre , comecei a me sentir melhor depois do turbilhão de coisas do primeiro.O ritmo das aulas aumentou muito e eu não parei praticamente nenhum dia em casa e diretamente proporcional ao tempo que distava do vestibular a minha tensão seguia o mesmo rumo.As novas amizades lá no Mais foram muito importantes.

Os últimos dias antes , durante e depois do Vestibular são sempre parecidos para todas as pessoas mas cada um sente de um jeito devido as próprias condições.Eu dei graças a Deus quando o ano terminou letivo terminou pois realmente já não agüentava mais.Finalmente chegou a hora de apurar as vivências , relembrar os fatos e planejar como será 2008.

A solidão foi como uma mosca chata durante todos esses meses.Agora sei o que é sentir falta seja de um parente , um amigo e de mim mesmo , embora , existam presenças que ultrapassam o significado físico em que um simples pensamento ou uma boa lembrança nos deixa mais próximo daquilo que tanto gostamos ; é filosófico.A internet também foi um grande refúgio diante disso pois serviu de área de lazer e estudo de várias coisas diariamente.A aplicação deve-se a minha percepção de quantas oportunidades existe na vida e de como o mundo tem funcionado em vários locais e , acreditem , isso traz vida às pessoas.Escrever minhas idéias , ver fotos e ler/deixar mensagens para alguns é muito divertido e encurta muita coisas.

Acho que se uma palavra pudesse resumir o ano de 2007 pra mim , resistência seria a mais apropriada.É bom olhar pra traz e dizer que sobrevivi a instantes péssimos. Contudo , foi a oportunidade de eu deixar muitos dos meus pensamentos mais sólidos , refletir sob uma nova ótica os meus objetivos e definitivamente virar um novo Clovis , dessa vez mais adulto , mas que não é o que realmente me agrada ainda.Ter vivido os piores momentos da minha vida não me trouxeram o sorriso difícil mas nunca sem sinceridade e sim a importância de colocar força , sorrir e ir em frente , confiar em mim mesmo e na beleza de ser um eterno aprendiz.

 

Não posso concluir esse texto como se faz por aí pois não sei exatamente o significado dos últimos 365 dias mas guardo comigo todas as lições , na esperança de saber usá-las como um sábio.A vida , o tempo , meus sonhos não param…

 

FELIZ 2008.

Chaves – Se você é jovem ainda

 

Anúncios

Uma resposta to “Retrospectiva 2007 , …”

  1. Simplismente Arrasou!
    =D Xeroo!
    Obrigada por tudo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: